FALE COM A PREFEITURA  | Ji-Paraná (RO) 23/11/2017

Prefeitura de Ji-Paraná

Tribunal de Contas da União avalia saúde de Ji-Paraná como a melhor de Rondônia

A saúde do município, segundo o TCU, tem boa gestão e é eficiente na aplicação dos recursos

______________________________________________________________________________

Dos 52 municípios de Rondônia, Ji-Paraná foi o único a receber nota “A” na avaliação sobre os índices de saúde, aferida pelo Tribunal de Constas da União, por meio do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), referente ao ano de 2016. Os números da saúde ji-paranaense colocam a gestão municipal entre os dez municípios brasileiros de médio porte com maior qualidade na área da saúde. Os índices avaliados têm como parâmetros as informações de cada município que são prestadas pelos Tribunais de Contas Estaduais.

A saúde do município, segundo o TCU, tem boa gestão administrativa, é eficiente na aplicação dos recursos públicos, melhorou a qualidade no atendimento, possui ótima estrutura nas unidades e não tem processos judiciais apontando irregularidades. O levantamento nacional levou em consideração as práticas que garantem a prestação dos serviços de maneira eficiente, eficaz e efetiva a sociedade.

O secretário municipal de saúde, Renato Fuverki, agradeceu a equipe gestora da Prefeitura de Ji-Paraná que colaborou para o bom resultado. “Estamos orgulhosos, afinal, apenas sete cidades da região norte receberam a nota máxima do Tribunal. Isso nos mostra que estamos no caminho certo. A saúde de Ji-Paraná hoje não deixa a desejar, se comparada com os municípios dos grandes centros. Apesar da localização geográfica, dificuldades financeiras, de um processo de reestruturação que iniciamos, nós estamos num patamar de alto nível, exigido pelo próprio Tribunal de Contas”, salientou o secretário.

Os desafios para manter o índice de eficiência é grande. Por mês, é atendida no Hospital Municipal Claudionor Roriz, uma média de 20 mil pessoas. Na rede básica de saúde o número de atendimento passa de 80 mil pessoas todos os meses. “É um trabalho desafiador. Fizemos um planejamento para saber onde poderíamos melhorar, afinal a Secretaria de Saúde não se resume somente ao atendimento no hospital ou atendimento do médico na atenção básica. Temos que ter medicamentos, profissionais, campanhas sendo realizadas dentro do prazo e buscar de maneira correta os recursos, afinal os gastos na saúde sempre aumentam. Evidentemente, temos problemas, como todo o país enfrenta. Mas nesse momento, a nível de Brasil, Ji-Paraná tem muito menos problemas do que os demais municípios, e isso fez a diferença. E vamos melhorar cada vez mais”, explicou Renato Fuverki.

Ji-Paraná tem hoje uma rede básica de saúde fortalecida com 50 médicos atendendo em várias especialidades e 29 equipes do Programa Saúde da Família (PSF). Para o prefeito Jesualdo Pires (PSB), tudo isso é fruto de um planejamento feito desde de 2013. “Estamos investindo muito em instalações adequadas e construção de centros de especialidades para atender cada vez melhor a população. Contaremos em breve com uma oficina ortopédica, Centro especializado em Reabilitação Física, Auditiva e Intelectual (CER) e mais duas Unidades Básicas de Saúde” acrescentou o prefeito.

Segundo diretor do Hospital Municipal, Antelmo Ferreira, os investimentos não param. “Estão em construção no HM a Clínica Cirúrgica, Centro de Diagnóstico por Imagem, ampliação da cozinha e do refeitório, construção de leitos para UTI, implantação do Centro de parto Normal, ampliação da geriatria e dos ambulatórios, laboratório de análises clínicas e o Pronto Socorro Infantil. Com tanto investimento e uma boa avaliação do Tribunal de Contas, só podemos nos inspirar para melhorar cada vez mais”, finalizou.

 

14/11/2017

Fonte: Ascom

Prefeitura Municipal de Ji-Paraná

Av 2 de Abril, 1701 - Urupá - Telefones: (69) 3416-4000 / 3411-4211
Ji-Paraná - Rondônia

Conteúdo: DECOM Departamento de Comunicação Municipal